Google+ Followers

Anúncio Google

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

SEMANA DO CORAÇÃO PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA DO RIO - 25/09/2017

Marcelo Crivella tem deixado o servidor municipal com o coração na mão. NÃO DÁ UMA INFORMAÇÃO CONSISTENTE.


24/09/2017 
O Previ-Rio e a Assim Saúde - operadora do Plano de Saúde do Servidor Municipal -, promovem esta semana, de segunda a sexta-feira (25 a 29/09), uma série de atividades para marcar a Semana Internacional do Coração. 

Com o slogan, "Prevenir é mais simples e dói menos", serão oferecidos a todos os servidores exames gratuitos de glicose e circunferência abdominal, rastreamento de tensão arterial e esclarecimentos sobre os fatores de risco para doenças do coração. A ação acontece, das 9h às 17h, no Clube do Servidor Municipal.

Os resultados dos exames serão entregues na hora, assimo como as orientações necessárias de acordo com cada caso. De acordo com a Dra. Michelle Chichierchio, gerente de Medicina Preventiva da operadora de saúde, "as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo e, no Brasil, representam cerca de 30% dos óbitos. Para a doutora Michelle, "a prevenção sempre é a melhor solução".

Para participar da "Semana do Coração", basta o servidor apresentar o crachá funcional.

O Clube do Servidor Municipal fica na Rua Ulisses Guimarães, s/n, atrás da sede da Prefeitura do Rio, na Cidade Nova.

NOTA DO BLOG
Do jeito que o PREFEITO vem tratando o SERVIDOR MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO, o CORAÇÃO dos funcionários, aposentados e pensionistas está mesmo em PERIGO.

Não se tem certeza de NADA em termos de PAGAMENTO de DÉCIMO QUARTO SALÁRIO, REAJUSTE ANUAL POR FORÇA DE LEI, e ATÉ SOBRE O DÉCIMO TERCEIRO. Quando tudo isso será quitado, e tem de ser quitado e assegurado pois é direito do servidor, não se sabe.

ATENÇÃO: PENSIONISTAS NÃO PODERÃO PARTICIPAR.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

IPTU TEM REAJUSTE APROVADO PELA CÂMARA DOS VEREADORES DO RIO DE JANEIRO - VÁ SE QUEIXAR AO BISPO !

DE 13% ATÉ 47% DE REAJUSTE MÉDIO. 500 MIL IMÓVEIS NA CIDADE VÃO PASSAR A PAGAR O IMPOSTO EM 2018.

A Câmara do Rio aprovou, nesta terça-feira (5), com 31 votos a favor e 18 contrários, o Projeto de Lei 268/2017, do prefeito Marcelo Crivella, que promove alterações na cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), na Taxa de Coleta Domiciliar (TCL) e na alíquota padrão do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). A expectativa é que o Município arrecade recursos da ordem de R$ 900 milhões já em 2018. 

Segundo dados da Prefeitura, de cada dez imóveis, apenas quatro estavam pagando o IPTU. 

Polêmico, o projeto recebeu 102 emendas e provocou discussões acaloradas entre os parlamentares, com pedidos de adiamento da votação. Partidários da proposta alegaram que ela promove justiça social, ao incluir mais de 500 mil imóveis antes isentos no rol de contribuintes, além de atualizar a Planta Genérica de Valores (PGV), desatualizada há 20 anos, que permitia distorções como a isenção de imóveis localizados em áreas nobres da cidade. Os parlamentares contrários argumentaram que faltaram estudos técnicos contundentes, e que a aprovação da medida fará com que o peso da arrecadação recaia sobre os mais pobres, ao não prever uma contribuição proporcional à capacidade contributiva. 



NOTA DO BLOG

Não é uma questão de ser contrário a atualização dos valores do IPTU, e nem de considerar que muitos imóveis não devam passar a pagar, visto que a situação dessas UNIDADES hoje é diferente de 20 anos passados.

O que preocupa é a promessa não cumprida, é a forma como se aprova o PL, via mais um escancarado toma lá dá cá, e acima de tudo, pelos VALORES absurdos que passam a ser cobrados de uns. Pelo visto quem é pobre vai ser penalizado de forma muito mais gravosa.

QUEM ACREDITAR NA MÁXIMA POPULAR, QUE VÁ SE QUEIXAR AO BISPO !

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

REAJUSTE DE SALÁRIO DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO ESTÁ AMEAÇADO

A informação vem do Jornal EXTRA

Parece que o efeito "PEZÃO" contaminou de vez a administração CRIVELLA. 

Não paga DÉCIMO TERCEIRO no meio do ANO, não paga GRATIFICAÇÃO (14o. salário), corta DUPLA JORNADA, investe sobre o direito de quem sai de LICENÇA MÉDICA, mente sobre implantar o PCCS, e agora tem em "mente" não CONCEDER O REAJUSTE ANUAL, que é PREVISTO EM LEI.

Com apenas oito meses de MANDATO, o prefeito MARCELO CRIVELLA já se tornou  DESGASTADO e DESACREDITADO. 

Prometeu na CAMPANHA para se eleger, MUNDOS E FUNDOS e, até aqui, só entregou o que disse que não faria: AUMENTO DE IMPOSTO e MISTURA DE RELIGIÃO COM POLÍTICA.

Escolheu o servidor público municipal como seu "INIMIGO NÚMERO UM",.

Esse é, INFELIZMENTE,  o sentimento do grosso do funcionalismo da Cidade do Rio de Janeiro. 

Com gastos no limite, Prefeitura do Rio não deve aplicar reajuste aos servidores em 2017

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

PREFEITURA DO RIO - ATENÇÃO ! Recadastramento anual de servidores inativos e pensionistas


O prazo para o recadastramento anual dos servidores inativos do município, segurados do Instituto de Previdência e Assistência (Previ-Rio) e dos pensionistas do Fundo Especial de Previdência (Funprevi), todos com final de matrícula 8, termina no próximo dia 31 de agosto. 

O procedimento deve ser feito exclusivamente no Banco Santander, com apresentação de documento de identidade, CPF e qualquer contracheque dos últimos seis meses. 

A convocação para o recadastramento é feita por número de matrícula. 

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

AUMENTO DO IPTU E ITBI APROVADO PELA CÂMARA DE VEREADORES DO RIO DE JANEIRO - PRIMEIRA VOTAÇÃO

UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA E SEGUNDA VOTAÇÃO AINDA EM AGOSTO - AUMENTO DEVE SER VOTADO E APROVADO, PASSANDO A VALER JÁ EM 2018


A Câmara do Rio aprovou em primeira discussão com 32 votos favoráveis e 18 contrários, nessa terça-feira (22), o Projeto de Lei n° 268/2017, de autoria do Poder Executivo, que promove alterações e inserções de dispositivos relativos ao IPTU e TCL, inclusive na planta genérica de valores – PGV de imóveis, e altera a alíquota padrão do ITBI. De acordo com o líder do governo, vereador Paulo Messina (PROS), haverá uma discussão na segunda-feira (28) às 9h. A votação da segunda e ultima discussão está prevista para a quarta-feira (30).

Entre as justificativas apresentadas para a atualização dos valores está a defasagem em relação a outras capitais. O Rio de Janeiro aplica a mesma alíquota de dois por cento no ITBI desde 1988, enquanto outras capitais como São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Distrito Federal, Salvador e Recife, já praticam a alíquota ordinária de três por cento.

Embora a valorização dos imóveis da cidade tenha superado a inflação nos últimos anos, o IPTU possui o mesmo valor há duas décadas, sendo somente atualizado monetariamente, enquanto cidades como São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza e Florianópolis já revisaram sua Planta de Valores.

Durante a sessão legislativa, o vereador Chiquinho Brazão (PMDB), presidente da Comissão Permanente de Assuntos Urbanos, informou que apresentou uma emenda para evitar o reajuste daqueles que já pagam o IPTU, aumentando a arrecadação por meio da inclusão de novos contribuintes. "Apenas 800 mil pagam o IPTU e aproximadamente 1, 1 milhão não pagam, são isentos. Por que penalizar os que já pagam?", afirmou o parlamentar.

Contrário ao aumento, o vereador Cesar Maia (DEM) afirmou não acreditar que a Prefeitura tenha problemas financeiros. "Aumentar o tributo no meio de um quadro recessivo é agravar essa recessão. Depois que chegar a conta, a taxa de inadimplência vai crescer. O mercado imobiliário está em crise, é nesse momento em que vai se aumentar o ITBI? O tributo se mexe quando o pagador é inelástico." No mesmo sentido, Carlo Caiado (DEM) lembrou que há inúmeras alternativas para aumentar a arrecadação sem aumentar imposto, como por exemplo o programa Concilia Rio e o estímulo a novas construções de imóveis.

O vereador Tarcísio Motta (PSOL) afirmou que a planta de valores deveria seguir uma lógica de progressividade. "Os dados demonstram que nos imóveis entre 100 e 150 mil de valor venal, em torno de R$ 400 mil, o aumento médio poderá chegar a 47%, enquanto os imóveis acima de R$ 1 milhão terão aumento de 13%. Do jeito que está, este projeto vai gerar mais injustiça social para a cidade", afirmou.

Líder do governo, o vereador Paulo Messina (PROS) destacou que, no ano 2000, o IPTU representava 33% do total de receita da cidade, mas hoje caiu para 20%. "Ao longo dos anos, os imóveis foram tendo desconto por idade, que a cada ano equivale a 1%", justificou o parlamentar, acrescentando que atualmente há milhares de imóveis isentos em áreas nobres da cidade, como Av das Américas, Av. Atlântica, Praia de Botafogo, Flamengo, Ipanema, Leblon e etc.


NOTA: Com pouca discussão e pouca transparência, a presente proposta de reajuste / atualização do IPTU da Cidade do Rio de Janeiro, transforma uma medida necessária, em algo INJUSTO e ARBITRÁRIO.

A toque de CAIXA, e com percentuais ALTÍSSIMOS de novos valores cobrados, além de FOCAR nas áreas mais pobres da CIDADE, é mais uma ação do Prefeito Crivella que vai contra o que prometeu na Campanha. Cuidar das pessoas e não aumentar impostos.

Se fica feio para os políticos e governantes de modo geral, prometer e não cumprir, para um governante que associa à sua imagem de prefeito a de PASTOR, e em cuja administração não tem faltado a mistura perniciosa de religião / politica e administração, isso é ainda pior.

Alguém precisa lembrar ao PREFEITO / PASTOR, que mentir é PECADO.

RELEMBRE O QUE DIZIA CRIVELLA
“Acho que é fundamental assumir compromisso para não aumentar o gasto público. Falta recurso nas famílias quando o gasto público cresce e precisa ser pago por impostos.”

Em debate com Marcelo Freixo na eleição de 2016

sábado, 19 de agosto de 2017

CRECHE INSTITUCIONAL DR. PAULO NIEMEYER DEIXA DE ATENDER FILHOS DE SERVIDORES MUNICIPAIS DO RIO

PREVI-RIO ENTREGA "CHAVES" PARA A SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO


Os Servidores Municipais do Rio de Janeiro, tiveram ontem uma péssima NOTÍCIA (MAIS UMA)

O fim da Creche Dr. Paulo Niemeyer, como local exclusivo de antedimento aos seus filhos.

A informação é que, dando prosseguimento ao desmonte dos direitos e benefícios que os servidores possuem, e pagam para isso através dos descontos que fazem ao PREVI-RIO, o Instituto de PREVIDÊNCIA MUNICIPAL, vai transferir a administração da unidade para a Secretaria Municipal de Educação.

Segundo informações, e observando o que esse tipo de movimentação significa, fica claro, a CRECHE, já no início de 2018, passará a oferecer vagas para toda a população, deixando de ser um ESPAÇO destinado a atender / receber de forma exclusiva os filhos dos servidores.

O Previ-Rio informou que não haverá fechamento da unidade, e nem é isso que estamos afirmando.

Vai continuar aberta, mas, não mais para os filhos de servidores municipais.

Que a CIDADE e a população precisam de MAIS CRECHES, é notório. Aliás, essa foi uma das promessas de campanha do atual prefeito.

Não há de ser, porém, tirando dos servidores esse espaço, que isso se resolve. Abrir novas CRECHES é a solução, mas, o governo municipal parece que não tem capacidade de fazer isso.

SEGUNDA-FEIRA haverá um PROTESTO nas proximidades do CASS, contra essa decisão do PREVI-RIO.
*****************************************************************************
Creche Institucional Dr. Paulo Niemeyer  
Endereço: R. Dom Marcos Barbosa, 22 - Cidade Nova Rio de Janeiro - RJ 20211-900 - Cidade Nova, Rio de Janeiro - RJ, 20211-180
Telefone: (21) 2976-3160

domingo, 13 de agosto de 2017

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO PARA SERVIDORES MUNICIPAIS DO RIO DE JANEIRO - TAXAS E PRAZOS OFERECIDOS PELAS INSTITUIÇÕES DE CRÉDITO - AGOSTO 2017


SUBSECRETARIA DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS ATO DO SUBSECRETÁRIO PORTARIA GP/SUBSC Nº 16 DE 07 DE AGOSTO DE 2017 

Divulga as taxas de juros mensais praticadas pelas Instituições Financeiras 

O SUBSECRETÁRIO MUNICIPAL DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor e; CONSIDERANDO as normas preceituadas na Resolução Conjunta SMA/ SMF nº 052, de 30 de outubro de 2001; 

RESOLVE: 

Art. 1º Ficam divulgadas as taxas de juros mensais, atualmente praticadas e informadas pelas Instituições Financeiras, para empréstimo pessoal com desconto em folha de pagamento dos servidores municipais, conforme demonstrativo abaixo: 

Instituições Financeiras 
06 Meses 12 Meses 18 Meses 24 Meses 36 Meses 48 Meses 57 Meses 58 Meses 59 Meses 60 Meses 72 Meses 84 Meses 96 Meses 120 Meses 

Banco Alfa 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 

Banco Arbi * 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% * * * 1,74% 1,74% * * * 

Banco BMG * * * * * * 1,74% 1,74% * * * * * * 

Banco BRB 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 

Banco Daycoval * * * * * * * 1,68% * * * * * * (A MENOR TAXA - 58 PRESTAÇÕES)

Banco Industrial do Brasil * * * * * * * * * * 1,74% * * * 

Banco Olé Bonsucesso Consignado * * * * * * * * * 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% * 

Banco Santander 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 

BANCOOB 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% * * * * 

C.E.C.M. dos Servidores da Comlurb Ltda. 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% * * * * * * * * * * 

China Construction Bank (BIC) * * * 1,74% 1,74% 1,74% * 1,74% * * * * * * 

Paraná Banco 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 1,74% 

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

FONTE: DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO 

NOTA DO BLOG: A ÚNICA TAXA DIFERENTE DE 1,74% É A DO BANCO DAYCOVAL, que no entanto só empresta pelo prazo de 58 MESES.

TODAS AS OUTRAS INSTITUIÇÕES COBRAM A MESMA TAXA. INDEPENDENTE DO PRAZO EM QUE OFEREÇAM O EMPRÉSTIMO.