Google+ Followers

Anúncio Google

sexta-feira, 30 de junho de 2017

PREFEITURA DO RIO ADIA PAGAMENTO DE ACORDO DE RESULTADOS AOS SEUS SERVIDORES - DECRETO

PÉSSIMA NOTÍCIA
O único alento é que, o atual governo, do prefeito Marcelo Crivella, RECONHECE que deve PAGAR o que foi CONTRATADO / FIRMADO, entre a administração anterior e os servidores. 

O ACORDO DE RESULTADOS, ou DÉCIMO QUARTO SALÁRIO, deve ser pago em 2017, em relação as METAS ALCANÇADAS em 2016. O Governo de Eduardo Paes FIXOU o que QUERIA, e os SERVIDORES SE EMPENHARAM POR cumprir O ESTABELECIDO.

Na proporção do que de FATO foi alcançado, devem receber.

Vale ressaltar que, EDUARDO PAES criou, e ele mesmo se encarregou de desmoralizar o ACORDO DE RESULTADOS, pagando nos últimos dois ANOS, valores inferiores ao que realmente os SERVIDORES tinham DIREITO, e pior, sem nenhuma EXPLICAÇÃO CONVINCENTE.

O GOVERNO CRIVELLA NÃO FIXOU DATA PARA PAGAR O ACORDO DE RESULTADOS. SERÁ NO SEGUNDO SEMESTRE DO PRESENTE ANO

DECRETO RIO Nº 43324 DE 28 DE JUNHO DE 2017 

Altera o prazo previsto no art. 7° do Decreto Rio nº 41.904, de 28 de junho de 2016, que regulamenta as regras gerais para a celebração de Acordos de Resultados com Órgãos Públicos integrantes da Administração Direta e Contratos de Gestão com Entidades da Administração Indireta e estabelece os procedimentos a serem adotados para a percepção da gratificação relativa aos Acordos de Resultados e para a percepção da participação nos Lucros ou Resultados relativa aos Contratos de Gestão celebrados. 

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, e CONSIDERANDO a delicada situação econômica e financeira por que passa o Município; CONSIDERANDO a necessidade da adoção de maiores medidas de controle e CONSIDERANDO a necessidade de se adotar medidas de reorganização e estabilização das finanças públicas; DECRETA: 

Art. 1º O art. 7º do Decreto Rio nº 41.904, de 28 de junho de 2016, passa a ter a seguinte redação: 

“Art. 7º A gratificação pelo exercício de encargos especiais / participação nos Lucros ou Resultados disciplinada neste Decreto deverá ser paga em parcela única, até o término do segundo semestre do ano seguinte ao de vigência do Acordo de Resultados / Contrato de Gestão.” 

Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação. 
Rio de Janeiro, 28 de junho de 2017; 453º ano da fundação da Cidade. 
MARCELO CRIVELLA

3 comentários:

  1. Pegou nosso 13 para dar pro Bispo Macedo e as igrejas evangélicas!
    Ridículo, ladrão. Hipócrita! AMEBA!
    IREMOS AS RUAS, SAFADO

    ResponderExcluir
  2. Falta competência para administrar uma cidade como o Rio de Janeiro, esse é o maior defeito da atual prefeito, capacitação!! E fica falando um monte de abobrinhas na mídia

    ResponderExcluir

Você é bem vindo e seu comentário e opinião muito importantes. Você é responsável pelo que escreve. Nos reservamos o direito de, detectado conteúdo ofensivo, injurioso, promotor de ódio ou propaganda irregular de produtos e serviços, deletar tais comentários. Agradecemos sua presença, volte sempre.