Google+ Followers

Anúncio Google

sexta-feira, 30 de junho de 2017

PREFEITURA DO RIO ADIA PAGAMENTO DE ACORDO DE RESULTADOS AOS SEUS SERVIDORES - DECRETO

PÉSSIMA NOTÍCIA
O único alento é que, o atual governo, do prefeito Marcelo Crivella, RECONHECE que deve PAGAR o que foi CONTRATADO / FIRMADO, entre a administração anterior e os servidores. 

O ACORDO DE RESULTADOS, ou DÉCIMO QUARTO SALÁRIO, deve ser pago em 2017, em relação as METAS ALCANÇADAS em 2016. O Governo de Eduardo Paes FIXOU o que QUERIA, e os SERVIDORES SE EMPENHARAM POR cumprir O ESTABELECIDO.

Na proporção do que de FATO foi alcançado, devem receber.

Vale ressaltar que, EDUARDO PAES criou, e ele mesmo se encarregou de desmoralizar o ACORDO DE RESULTADOS, pagando nos últimos dois ANOS, valores inferiores ao que realmente os SERVIDORES tinham DIREITO, e pior, sem nenhuma EXPLICAÇÃO CONVINCENTE.

O GOVERNO CRIVELLA NÃO FIXOU DATA PARA PAGAR O ACORDO DE RESULTADOS. SERÁ NO SEGUNDO SEMESTRE DO PRESENTE ANO

DECRETO RIO Nº 43324 DE 28 DE JUNHO DE 2017 

Altera o prazo previsto no art. 7° do Decreto Rio nº 41.904, de 28 de junho de 2016, que regulamenta as regras gerais para a celebração de Acordos de Resultados com Órgãos Públicos integrantes da Administração Direta e Contratos de Gestão com Entidades da Administração Indireta e estabelece os procedimentos a serem adotados para a percepção da gratificação relativa aos Acordos de Resultados e para a percepção da participação nos Lucros ou Resultados relativa aos Contratos de Gestão celebrados. 

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, e CONSIDERANDO a delicada situação econômica e financeira por que passa o Município; CONSIDERANDO a necessidade da adoção de maiores medidas de controle e CONSIDERANDO a necessidade de se adotar medidas de reorganização e estabilização das finanças públicas; DECRETA: 

Art. 1º O art. 7º do Decreto Rio nº 41.904, de 28 de junho de 2016, passa a ter a seguinte redação: 

“Art. 7º A gratificação pelo exercício de encargos especiais / participação nos Lucros ou Resultados disciplinada neste Decreto deverá ser paga em parcela única, até o término do segundo semestre do ano seguinte ao de vigência do Acordo de Resultados / Contrato de Gestão.” 

Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação. 
Rio de Janeiro, 28 de junho de 2017; 453º ano da fundação da Cidade. 
MARCELO CRIVELLA

5 comentários:

  1. Pegou nosso 13 para dar pro Bispo Macedo e as igrejas evangélicas!
    Ridículo, ladrão. Hipócrita! AMEBA!
    IREMOS AS RUAS, SAFADO

    ResponderExcluir
  2. Falta competência para administrar uma cidade como o Rio de Janeiro, esse é o maior defeito da atual prefeito, capacitação!! E fica falando um monte de abobrinhas na mídia

    ResponderExcluir
  3. p or gentileza tem alguem ai que possa me explica as retiradas dos valores dos proventos dos pensionistas estive na nova cidade um funcionario me disse que era lei do supremo tribunal federal lei de numero 16 e isso mesmo ou nao

    ResponderExcluir

Você é bem vindo e seu comentário e opinião muito importantes. Você é responsável pelo que escreve. Nos reservamos o direito de, detectado conteúdo ofensivo, injurioso, promotor de ódio ou propaganda irregular de produtos e serviços, deletar tais comentários. Agradecemos sua presença, volte sempre.